NOSSO BLOG

Confira abaixo as últimas notícias, eventos ou palestras..

16 de agosto de 2019 CATEGORIA: FAUNA E FLORA

A Serra Catarinense possui um dos ecossistemas mais ricos em todo o Brasil, com várias espécies de animais e plantas crescendo lá todos os dias. Por ser uma das principais áreas que ainda preserva uma parte da mata atlântica, existem várias espécies de árvores únicas que têm seu melhor ambiente de crescimento nesta área.

É um pouco difícil encontrar certas espécies hoje em dia, pois o desmatamento já atingiu boa parte da mata. Mas ainda há oportunidades para conhecer algumas de suas principais espécies. Veja aqui alguns bons exemplos das grandes árvores típicas da Serra Catarinense:

Conheça 5 árvores típicas da Serra Catarinense
Angico Branco
O Angico Branco é mais comum nas regiões sul e sudeste do Brasil e pode atingir de 8 a 14 metros de altura. Seus galhos possuem folhas compostas, que são aquelas que se dividem em várias partes.

Seu fruto, na verdade, é considerado um legume, um tipo de vagem, que possui de 5 a 10 sementes. Já a casca da árvore é utilizada em medicina popular, enquanto a resina é usada na fabricação de goma de mascar.

Cedro
Esta é uma espécie relativamente rara que ocorre em algumas partes do Brasil, incluindo a Serra Catarinense. Ela raramente cresce sozinha, se formando sempre ao lado de outras espécies de árvores e sua altura pode variar de 10 a 25 metros.

Seus frutos e sementes se espalham principalmente pelo vento depois que caem de toda essa altura. Um fato interessante é que o período de reprodução do cedro é um pouco diferente dependendo do local. Em Goiás, a floração ocorre de agosto a dezembro. Em Santa Catarina, de setembro a janeiro.

Araçá
Outra espécie típica da mata atlântica, a Araçá possui de 1 a 9 metros, sendo considerada uma arvoreta (árvore de porte pequeno). Isso significa que é ainda mais fácil ver seus frutos e flores quando eles aparecem.

Sua flor possui coloração branca e é solitária, ou seja, não crescem outras flores ao redor. O fruto, por sua vez, é pequeno e lembra uma goiaba, só que mais azeda. Existem variações da espécie de acordo com a cor do fruto, sendo que todos estão ameaçados de extinção.

Araticum
Esta árvore se desenvolve próxima a rios na mata atlântica e pode chegar a até 14 metros de altura. Seu fruto, na verdade, é muito conhecido e apreciado pelo Brasil, recebendo vários nomes dependendo do lugar. Alguns dos mais comuns são Pinha, Ata, Marolo e Fruta do Conde. Você pode comê-la direto do pé, mas também pode usá-la para fazer doces, sucos e sorvetes.

Baguaçú
Uma árvore bem imponente, que costuma ter de 8 a 15 metros de altura, mas que pode passar dos 30 metros se tiver as condições certas de crescimento. Seus frutos, diferente dos outros que citamos, não são para serem comidos, a menos que você precise de laxante. Estes aqui podem ser usados como ornamento depois que ficam secos, pois a casca racha e ficam com um formato único.

Ficou interessado em conhecer estas árvores? Então visite o PARNAMUL e aprenda mais sobre as espécies que vivem na Serra Catarinense.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS: