NOSSO BLOG

Confira abaixo as últimas notícias, eventos ou palestras..

22 de maio de 2019 CATEGORIA: INFORMATIVOS

Você provavelmente já conhece a história de que as crianças hoje em dia têm cada vez menos contato com a natureza. A maioria mora em prédios, fica em seus apartamentos a maior parte do seu tempo livre e não tem interesse me muitas coisas que não sejam aparelhos eletrônicos. De acordo com o pesquisador de Harvard, Richard Louv, isso é parte de um grande fenômeno, o "transtorno de déficit de natureza".
Você pode não conhecer o termo, mas já deve ter ouvido falar de algumas de suas características e possíveis consequências. Para Louv, é importante lidar com esse problema o quanto antes, pois ele pode se tornar muito mais grave depois que a pessoa se desenvolve.
Quer entender melhor esse déficit e quais são suas principais consequências para o corpo e mente? Então, acompanhe.

O que é o transtorno de déficit de natureza?
Como o nome deixa a entender, esse é um transtorno causado quando uma pessoa cresce muito distante de espaços naturais, como parques, florestas e praias. E como você já deve saber, esse é um transtorno consideravelmente mais comum, já que várias famílias não têm tempo para visitar tais locais ou não possuem acesso seguro e eles.
O déficit começa a se desenvolver no começo da vida, quando a criança mais precisa explorar o mundo e socializar. Se não mitigado, vários sintomas podem persistir durante a vida adulta.

Quais são suas principais consequências?
O resultado do transtorno de déficit de natureza pode ser bem mais sério do que muitos imaginam, especialmente em uma era tão prática e tecnológica como a atual. Estes sintomas podem surgir de duas formas:

Problemas físicos
Crianças e adultos que passam a maior parte do tempo em um espaço fechado tendem a possui vários problemas físicos. O principal deles, que é cada vez maior, é a obesidade. Ao longo dos anos, o excesso de peso pode levar uma pessoa à indisposição, problemas respiratórios e cardíacos. Fora isso, também há muitos problemas de postura que ocorrem com alguém que passa a maior parte do dia sentado ou deitado.

Problemas mentais
O isolamento também pode levar a vários transtornos psicológicos graves. Depressão, ansiedade e hiperatividade são apenas alguns dos principais exemplos de problemas resultantes da falta de convívio com outras crianças e da falta de estímulo psicológico. Estes transtornos são difíceis de tratar e podem atrapalhar a vida de uma pessoa adulta de várias formas.

Entre em contato com a natureza no Parnamul
Se você está em busca de um espaço para se reconectar com a natureza ou para evitar esse transtorno em suas crianças, então o Parque Natural Municipal de Lages está à sua disposição. Com uma grande área verde, trilhas por todo o terreno e ampla vida selvagem, você poderá aprender um pouco mais sobre o ecossistema local e descobrir como elevar seu contato com a natureza.


Quer continuar recebendo mais dicas para te ajudar a evitar o transtorno de déficit de natureza? Então nossas redes sociais agora mesmo e fique sempre por dentro de nossas novidades.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS: