NOSSO BLOG

Confira abaixo as últimas notícias, eventos ou palestras..

27 de maro de 2019 CATEGORIA: INFORMATIVOS

Correr com os pés descalços na grama, subir em árvores ou se refrescar no rio foi a realidade de muitos pais e avós nos anos passados. Hoje em dia, com a era digital, dificilmente vemos crianças e adolescentes em contato com a natureza. A terceira idade do século XXI vai lembrar mais de jogos de vídeogame, brinquedos tecnológicos, programas de televisão e aparelhos portáteis que podem ser levados para todos os lugares.

A verdade é que as brincadeiras e os interesses mudam conforme o passar dos anos, mas perder o contato com a natureza é algo que coloca nossas crianças de hoje em dia em desvantagem em relação aos nossos antepassados. De acordo com um estudo recente apresentado na Pediatrics National Conference & Exhibition, em Chicago, crianças que têm áreas verdes em suas escolas demonstram níveis de estresse reduzidos, assim como um aumento em sua atividade física.

Porém, viver em cidades grandes - geralmente - dificulta que o contato com a natureza seja tão próximo quanto o desejável. Mas se aventurar em parques, praças e jardins é uma boa proposta para as crianças brincarem em segurança e ao mesmo tempo usufruir dos benefícios da natureza.

Por que as crianças devem ter mais contato com a natureza?
Sentidos aprimorados

Brincadeiras ao ar livre são atividades perfeitas para o desenvolvimento da audição, visão, tato, olfato e paladar. Por exemplo, ao fazer um castelinho de areia ou sentir a textura de uma flor, a criança descobre novas sensações táteis; ao ouvir o canto dos pássaros ou o latido do cachorro, os pequenos conhecem novos sons e adquirem mais conhecimento. Além disso, ao explorar novos ambientes o cérebro das crianças é estimulado a fazer perguntas e a deixar a imaginação fluir, contribuindo também para a criatividade.

Meio ambiente preservado

Acompanhar uma árvore crescer ou ver um caranguejo se esconder na areia da praia são maneiras de informar as crianças sobre como funciona a natureza e como nossas ações podem impactar em tudo isso. A vivência com a natureza estimula o que os especialistas têm chamado de "inteligência natural" ou "consciência natural", que seria o senso de cuidado com a natureza e de consciência da importância de preservá-la.

Imunidade fortalecida

Jogar bola, soltar pipa, rolar na grama ou se sujar de barro, também são formas de colocar as crianças em contato com anticorpos que vão contribuir para fortalecer o sistema imunológico dela. Quando monitoradas e realizadas em segurança, essas e outras travessuras só tem a acrescentar à saúde dos pequenos.

Alimentação saudável

Basta dar uma voltinha no supermercado para encontrar praticamente tudo pronto. Frutas descasdas e cortadas, refeições que ficam prontas em 5 minutos no microondas e guloseimas industrializadas. E devido a essas "besteiras" muitas crianças se recusam a comer legumes, verduras ou frutas. A melhor maneira de oferecer esses alimentos aos baixinhos é garantir que eles tenham um cardápio variado e equilibrado. Uma boa dica é mostrar de onde vem aquilo que comemos como, por exemplo, criar uma mini horta em casa ou apresentar um pé de feijão brotando no algodão são ideias simples para quem vive em apartamentos ou longe de espaços ao ar livre.

Na região serrana, um lugar muito especial para curtir a natureza é o Parque Natural Municipal de Lages! Aqui você pode realizar trilhas, encontrar alguns bichinhos ao longo do caminho e apreciar toda a beleza do céu azul, das árvores e das cachoeiras. Para saber mais sobre PARNAMUL confira nosso site ou as novidades no Facebook!

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS: